Os maiores mitos sobre os nômades digitais

Ao ouvir o termo “nômades digitais”, muitos profissionais podem se sentir atraídos.

A possibilidade de trabalhar de qualquer lugar do mundo é realmente incrível e com o avanço da conectividade resultante da internet, essa modalidade de trabalho é cada vez mais possível e também, uma das principais tendências do trabalho no futuro.

As vantagens dessa modalidade são amplamente divulgadas e enquanto o número de adeptos só cresce, os mitos sobre os nômades digitais se espalham em uma proporção similar.

Esse estilo de vida demanda uma capacidade de autogestão incrível e o glamour que muitos acreditam não é tão real assim. A seguir, separamos alguns dos maiores mitos sobre os nômades digitais.

Nômades digitais têm uma vida solitária

Esse mito pode se tornar verdade se o profissional não conseguir se programar.

Com a possibilidade de trabalhar de casa ou de quaisquer outros locais que possuam conexão com a internet enquanto viajam, é normal que para conseguir se focar, esses profissionais procurem se isolar durante o período que estão trabalhando.

Para evitar que isso ocorra, existem alguns truques.

Os espaços de coworking são uma alternativa. Esses locais oferecem toda a infraestrutura em um ambiente colaborativo que permite também, a expansão do networking.

Ganham muito dinheiro

Quando o assunto é dinheiro, as discussões alcançam os extremos: ou se acredita que os nômades digitais ganhem muito dinheiro ou que estão desesperados por qualquer trocado. Mas nenhuma dessas teorias é real.

Os nômades digitais, geralmente, possuem contratos estáveis com empresas a fim de garantir renda recorrente. Outros têm registro em carteira com os benefícios previstos na CLT.

Com certeza, existem freelancers e autônomos entre os nômades digitais. Como a receita desses profissionais está ligada diretamente à sua produtividade, a capacidade de autogestão é essencial e aliada com uma boa gestão financeira.

É por esse motivo que muitos acreditam que os nômades digitais ganham rios de dinheiro, mas na verdade, eles possuem uma capacidade incrível de planejamento.

É só uma alternativa até conseguir algo melhor

Muitas pessoas dizem que os profissionais que são nômades digitais escolheram essa modalidade de trabalho temporariamente, que estão à espera de conseguir um “emprego melhor” e deixarão essa vida para trás.

Ledo engano.

Em diversos casos, os nômades digitais têm muitas oportunidades de trabalham e não precisam escolher somente uma delas para ficar “preso”. Isso acontece pois esses profissionais são excelentes em suas funções e garantem a qualidade do que entregam.

Viajam o tempo todo

O que mais atrai profissionais para essa modalidade de trabalho é a possibilidade de trabalhar de qualquer lugar, incluindo a sua residência.

Normalmente, os nômades digitais precisam somente de um dispositivo móvel e conexão à internet para trabalhar. Isso não significa que eles estejam na estrada o tempo todo, mas que ganharam o benefício da mobilidade.

Esses profissionais podem trabalhar de qualquer lugar. Por isso, podem economizar o tempo que gastariam no trânsito indo para o escritório e otimizar seu tempo ou até trabalhar enquanto espera ser atendido por seu médico.

Trabalham sempre com os pés na areia ou na beira da piscina

Os nômades digitais precisam garantir a integridade do seu equipamento, para poder entregar seu trabalho sem maiores problemas.

Então, não teria motivo para eles se arriscarem a danificar seus gadgets ou até, serem roubados.

Claro que essa possibilidade pode ser utilizada para resolver um pedido de um cliente mesmo quando está de férias. Embora, não seja positivo do ponto de vista da saúde mental do trabalhador, pode ser uma forma de ganhar alguns pontos extras com o contratante.

× Como posso te ajudar?